jump to navigation

Na angústia nasce o irmão… fevereiro 22, 2008

Posted by wandre in Evangelho, Graça, Reflexões.
trackback

“Em todo tempo ama o amigo e na angústia nasce o irmão” (Provérbios 17:17).

Há cinco anos atrás, eu preguei, em uma de nossas reuniões, uma mensagem que chamei de “Você pode me amar através disto?”.

Na verdade, a idéia do tema não foi minha, mas, naquela ocasião, me inspirei numa frase que ouvi para pregar esta mensagem. Hoje eu gostaria de compartilhar alguns trechos dela com você:

“É muito fácil amar antes da tempestade; muito fácil amar depois da tempestade; mas que tal amar durante e através da tempestade?”.

“Todos podem amar, o amável, o simpático, o forte, o atraente, o bonito, o jeitoso, o resolvido, o corajoso, o sadio, o bem humorado, o brincalhão, o capacitado, o talentoso, o decidido, o que sabe o que quer, o de bem com a vida. Não é difícil amar alguém assim. Jesus mesmo falou sobre isso”.

“Mas, e quando eu não estou assim? Você ainda pode me amar? E quando você não está assim? Eu ainda posso amar você?”.

“Amar, quando eu não sou amável. Amar, quando tudo fica difícil. Amar, quando o vento está soprando contrário. Amar, quando não sobrou mais nada que atraia ou cative exteriormente. Amar, quando eu estou chato, deprimido, em crise, em pânico, com medo, desanimado, triste, em conflito, cheio de limitações, doente, precisando de ajuda. Amar, quando eu falhei, errei, caí. Amar quando eu entristeci você, magoei você, decepcionei você. Amar, enquanto eu estou tentando juntar meus pedaços e redescobrir meu caminho. Amar no meio da tempestade, do desemprego, da crise financeira, das contas para pagar, dos filhos doentes, dos problemas na família, dos desencontros na igreja, das crises no ministério, das crises emocionais, da depressão, das crises de ansiedade, dos ataques de pânico, do choro e do esgotamento. Você pode me amar, não só em meio a isto; mas, através disto?”.

“O teste da verdadeira amizade acontece na hora da angústia. Não há flores, nem dinheiro para comprá-las, não há incentivo e não há lucros, não há facilidades e nem há festas”.

“Ouvi, certa vez, um pregador estrangeiro dizer: Se você ficar doente, as pessoas vão se compadecer de você. Elas vão orar por você, lhe dar palavras de ânimo e visitá-lo. Mas, não fique doente muito tempo; ou, algumas delas vão começar a achar que é você que não quer ficar bom!”.

“Neste teatro da vida, eu aprendo a me machucar, sem demonstrar dor; a me ferir, sem derramar lágrimas; a sofrer sem falar do meu sofrimento; a perder sangue sem perder o sorriso”.

“Por que quem vai me amar se souber o que eu estou atravessando? E quem vai me amar através da tempestade que eu estou atravessando?”.

“Só que chega um momento em que eu me canso de representar o papel que os outros estão me dando para desempenhar e eu começo a reagir a tudo e a todos”.

“É na tempestade que eu sou promovido de nível: de amigo a irmão”.

Estes são apenas alguns trechos que extraí daquela mensagem, mas eu gostaria que você pensasse sobre eles. Porque o texto diz que “em todo tempo ama o amigo e na angústia nasce o irmão” e porque o amor verdadeiro é mais do que um forte sentimento; na verdade, ele é uma firme decisão de buscar o bem do outro em meio e através de qualquer circunstância.

A pergunta é: É assim que estamos amando? É assim que estamos sendo Corpo de Cristo? É assim que estamos sendo família? É assim que estamos sendo amigos? É assim que estamos sendo irmãos?

Jesus disse que “ninguém tem maior amor do que este, de dar a sua vida pelos seus amigos”.

Ele está falando do amor que o Espírito Santo derrama no coração daqueles que rendem sua vida a Jesus Cristo, do amor que é fruto do Espírito de Deus em nós; do amor que nos faz semelhantes a Jesus.

Em dias onde as pessoas só querem a sua própria felicidade e bem estar, pensar em algo assim é um desafio. Porque a Bíblia diz que eu não posso amar a Deus se eu não amar o meu irmão. E ela me ensina que eu sirvo a Deus quando eu sirvo os meus irmãos. Ela diz que Cristo deu sua vida por nós e devemos dar nossa vida pelos nossos irmãos. Isso não é religião, é vida. Não tem nada haver com um movimento ou um modismo, mas com seguir a Jesus na estrada da vida.

É na angústia que eu realmente conheço os meus verdadeiros amigos. Eu não os conheço nos dias de festa, mas nos dias de escuridão. São os que vão ficar ao meu lado não importa o que aconteça. Em todo o tempo ama o amigo.

Só que algo acontece, nestes momentos difíceis, que leva o relacionamento para um outro nível, porque é na angústia que nasce o irmão. É na angústia que se vêem as alianças que existem entre as pessoas. É na perda de tudo, que Noemi encontra em Rute muito mais que uma nora; é na depressão que Elias encontra em Eliseu muito mais que um servo; é na solidão de quem vê que Moisés encontra em Josué muito mais que alguém que estava sempre por perto; é na prisão e no sofrimento que Paulo encontra em Timóteo muito mais que um companheiro de missões.

Amar em meio e através das tempestades é o modo como Deus nos ama. Ele ama os não amáveis, ama os caídos, ama os doentes, ama os deprimidos, ama os abatidos, ama os desanimados, ama os perdedores, ama os quebrados, ama os limitados, ama os imperfeitos, ama os sem graça, ama os pobres, ama os atormentados de alma.

Ele ama o filho pródigo sentado em meio às bolotas dos porcos, o Pedro envergonhado que o negou três vezes, o Davi angustiado pelas cavernas do deserto, o Elias deprimido encolhido numa caverna, a Noemi amargurada com a vida, a Ana chorando por sua esterilidade, o Jacó com a vida transtornada e confusa, o Jó que não sabe o que dizer sentado sobre as suas próprias cinzas, o João Marcos amedrontado na sua primeira viagem missionária, o Paulo quase desesperando da vida em meio às perseguições de seus irmãos judeus, o leproso, discriminado como alguém imundo pela religião de seu tempo. Ele ama os não amáveis; os sem graça, os falhos, os destituídos, os que não tem nada para dar, os que não conseguem ser uma boa companhia, os que ninguém tem tempo ou vontade de amar.

Eu não sei o que está acontecendo em sua vida. Eu não sei qual é o momento que você está atravessando. Eu nem sei há quanto tempo você o está atravessando. Mas, uma coisa eu sei: Deus ama você e Ele nunca vai desistir de você!

João Alexandre, um cantor e compositor cristão brasileiro, compôs uma canção belíssima sobre o amor de Deus que eu gostaria de compartilhar com você:

A essência de Deus – João Alexandre

O mundo há de passar

E toda profecia

Os dons, as línguas e tudo

O mais que existir.

Porém como aquele que foi,

Hoje é e pra sempre há de ser,

O amor é a essência de Deus

E pra sempre também vai viver.

Bondoso e sem rancor,

Fiel e paciente

Humilde, sofredor,

Espera tão somente

Justo e verdadeiro,

Tudo suporta e tudo crê

Tão puro e perfeito é o amor

Não busca interesse ou favor

Mistério, expressão, vida e luz

Do Senhor.

Se eu pudesse saber

Destinos ou futuros,

Fazer mover as montanhas

Com a minha fé,

Se eu pudesse falar

Qualquer língua, em qualquer lugar

E desse meus bens ao mais pobre

Ou morresse em favor de alguém.

Se não tivesse amor,

De nada valeria,

Se não tivesse amor,

Proveito algum teria.

Fria e sem razão

A vida então passaria,

Vazio seria o falar,

Um sino que insiste a tocar,

Se dentro de mim não valesse

O amor.

O amor.

Esta é a canção. Se você nunca a ouviu, vale à pena. E vale à pena, também, pensar sobre suas palavras, pois elas expressam a essência do Evangelho.

Chorando ou sorrindo, de pé ou prostrado, animado ou sem ânimo algum, resolvido ou complicado, cheio de coragem ou amedrontado, exuberante ou deprimido, cansado ou cheio de energia: Deus nunca vai abandonar você!

Sabe por que? Apenas por uma única razão: Ele ama você! A prova? Olhe para a cruz. Alguém morreu para você viver! Jesus.

Pense sobre isto.

Pr. Paulo Cardoso

www.encontrocomavida.com.br

 

About these ads

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: