jump to navigation

CONSELHOS PARA A VIDA – CAMINHO DA GRAÇA julho 30, 2008

Posted by Carlos Barreto in Devocionais, Graça, Reflexões.
add a comment
1. Leia a Palavra com o coração simples.

2. Leia sem medo, sem neurose, sem responsabilidades adoecidas.

3. Saiba que tudo que está ali, ali está para o nosso bem, para que tenhamos esperança.

4. Mantenha uma oração rodando no mais profundo de seu ser. Tipo bate-papo com Deus. Ou seja: pense em Deus—não na pessoa de Deus apenas—; ou seja: faça sem “pensar” acontecer em “dialogo” com Deus no intimo de seu ser.

5. Olhe as pessoas com misericórdia e graça. Essa é a melhor hermenêutica para discernir a palavra: amor.

6. Não enfie religião em nada, e nunca seja “professoral” com ninguém!

7. Mantenha a simpatia; livre, leve e natural.

8. Leia de tudo, retenha o que é bom, e nunca perca o eixo da centralidade de Jesus.

9. Fuja dos jargões e dos credos que não se parecem com o amor de Deus; e que sua própria consciência não aprove.

10. Tudo o que não parecer com o espírito do Evangelho da Graça de Deus, deixe fora de sua vida.

COM TODO AMOR PELO PAI – CAIO FÁBIO julho 28, 2008

Posted by Carlos Barreto in Evangelho, Graça, Reflexões.
add a comment

 Deus é Pai. E, sendo Pai, deixa Seus filhos crescerem. Assim, aprendemos que o Pai cria as circunstâncias para que os filhos se desenvolvam. Ora, tal desenvolvimento implica em dor. Mas para o Pai implica em deixar…, em permitir a escolha do filho pela distancia da casa do Pai.

 

É o Pai quem diz que filhos devem deixar pai e mãe a fim de eles mesmos tornarem-se capazes da maturidade de pai e de mãe. 

O Pai força os filhos a crescerem!  

Por isto Ele lhes impõe limites: uma Árvore. Diz que desobediência implica em conseqüências ruins. Avisa que a morte existe e pode alcançar a qualquer um. E mais: mesmo reconhecendo as tentações da Serpente, ainda assim distribui as responsabilidades em relação ao homem e à mulher. E a fim de que não se imbecilizassem eternamente, proibiu o acesso à Árvore da Vida; do contrário, seriamos todos uns diabos mimados e perdidos para sempre.

Assim, o Pai ensina que não se fazem homens num mundo caído, sem dor e sem suor na face.  

Neste mundo caído tudo tem que ser avalizado pela dor e pelo amor. Um homem sem a experiência da dor jamais conheceria o amor num mundo caído. Sim! Pois o amor nasce das dificuldades e da perseverança do bem contra todos os obstáculos. (mais…)

O SENTIDO DA ORAÇÃO – CAIO FÁBIO julho 27, 2008

Posted by Carlos Barreto in Geral.
2 comments

Oração tem que deixar de ser um rito, e passar a ser um estado interior.
As pessoas têm tanta dificuldade para separar um tempo para orar apenas porque não oram o tempo todo.
A oração precisa ser a conversa da alma consigo mesma na presença de Deus, e a conversa da alma com Deus enquanto fala de si mesma.
Ora, isto pode acontecer em todo o lugar, pois esse “ambiente” é móvel. É no caminho, é enquanto se está indo… e vivendo…

Quando a mente se habitua a pensar diante de Deus—qualquer pensamento—, e existe consciente de que sua essência se alimenta de Deus, todo e qualquer tempo, o tempo todo, é oração.

Deve-se orar sem cessar, e isto só é possível se a vida não tiver que cessar para se orar.
Eu oro em todo lugar e o tempo todo.

Cada letra que escolho para escrever aqui o faço em oração.

Cada frase, da construção, cada resposta, cada opinião, cada sentimento—bons e maus—, e cada percepção—indo do prazer de um banho às alegrias do amor; indo das tristezas comigo mesmo à gratidão por conquistas interiores e exteriores!

Enfim, tudo é oração quando a vida acontece sem “departamentos” diante de Deus.

Creio que as pessoas têm tanta dificuldade de orar porque Deus é um “departamento” da vida delas, e porque a oração é ainda um sub-departamento da “Seção Deus”. (mais…)

CAMINHO DO AMOR – CAIO FÁBIO julho 21, 2008

Posted by Carlos Barreto in Devocionais, Evangelho, Graça, Reflexões.
2 comments

amigas-1.jpg

A Porta é estreita porque ela é a porta do Caminho do amor. Que pode haver de mais divino que o amor, e, ao mesmo tempo, tão pouco escolhido quanto ele? O que pode haver de mais duradouro e eterno que o amor, e que seja mais rejeitado do que ele? Que há que possa ser antes do amor, e, apesar disto possa ser deixado tão para depois quanto ele?

É sabido que quanto mais uma pessoa cede, mais abusada ela é. É sabido que quanto mais generoso alguém for, mais abusado será. É sabido que tanto mais quanto uma pessoa seja longânima, paciente e misericordiosa, tanto mais levada aos extremos de cada uma dessas coisas ela será, visto que por sua paciência, grande será sempre o abuso que ela sofrerá de quase todos.

Assim, a Porta é estreita porque ela leva para o caminho do amor. E nada há que os nossos instintos mais aborreçam do que o amor. Quem gosta de ser abusado? Quem aceita ser provocado? Quem está disposto a perdoar sempre? Quem se oferece para assumir responsabilidades mesmo sabendo que o preço será ser sempre cobrado? (mais…)

DIA DO AMIGO – CAMINHO DA GRAÇA julho 20, 2008

Posted by Carlos Barreto in Devocionais, Evangelho, Reflexões.
add a comment

bigstockphoto_three_girl_friends_celebrating_youth_212140.jpg

Ingrediantes essenciais da amizade são a liberdade e o amor. Amigo é aquele a quem se protege e se conforta, a quem se quer bem e se ama. O amigo é livre. Não está preso pelo vínculo matrimonial. Vive sua própria vida. E mesmo Assim sabe que é amado pelo amigo ou pela amiga. O amor não constrange. Ele não o obriga a retribuir os benefícios do amigo. O que faz pelo amigo, ele o faz por amor e de livre vontade. E não obriga o amigo pelos seus atos de bem-querer e de amor, mas deixa-o completamente livre. (Livro EU LHE DESEJO UM AMIGO).

Quem ama verdadeiramente sabe fazer o outro livre. Ser livre não é caminhar sozinho, mas sim caminhar sabendo que ao seu lado você sempre terá um amigo fiel. E que esse amigo o ama e não o quer sofrendo.

A liberdade quando conquistada ela dura eternamente, assim como o amigo…se ja conquistamos nossos amigos ou amigas agora é hora de conquistar a liberdade, não abandonar, mas caminhar JUNTOS, no mesmo caminho.

Uma amiga uma vez me disse que fazer livre o outro é: continuar a amizade apesar das mudanças da vida!! O tempo passa as pessoas crescem, e não podemos impedi-las de crescer, devemos seguir juntos no mesmo caminho e enfrentar as lutas que essa nova etapa da vida irá nos trazer.

E é nessa liberdade que descobrimos o verdadeiro sentido da amizade, aquela que não cobra mas que ama.

É tempo de crescer, de dar frutos e de fazer o outro livre para amar.

Você ja conquistou a liberdade do seu amigo ou amiga? Ainda tem tempo…

Deus abençoe as amizades

BONS AMIGOS – MACHADO DE ASSIS julho 18, 2008

Posted by Carlos Barreto in Devocionais, Evangelho, Graça, Reflexões.
1 comment so far

criancas2.jpg

Abençoados os que possuem amigos , os que os têm sem pedir.
Porque amigo não se pede , não se compra , nem se vende.
Amigo a gente sente!
Benditos os que sofrem por amigos , os que falam com o olhar.
Porque amigo não se cala , não questiona , nem se rende.
Amigo a gente entende!
Benditos os que guardam amigos , os que entregam o ombro pra chorar.
Porque amigo sofre e chora.
Amigo não tem hora pra consolar!
Benditos sejam os amigos que acreditam na tua verdade ou te apontam a realidade.
Porque amigo é a direção.
Amigo é a base quando falta o chão!
Benditos sejam todos os amigos de raízes , verdadeiros.
Porque amigos são herdeiros da real sagacidade.
Ter amigos é a melhor cumplicidade!
Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho ,
Há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas!

 

Machado de Assis

CONSELHOS PARA A VIDA – RICARDO GONDIM julho 18, 2008

Posted by Carlos Barreto in Devocionais, Outros, Reflexões.
add a comment

 

 

126888401_2315a74ac71.jpg 

Viver não é para amadores. Cuidado, não se perca! Portanto, muito siso.

Cuidado com as palavras. Não fale sem pensar; não dispare conceitos sem considerar quem lhe ouvirá. Não prometa milagre sem levar em conta a mãe que, naquele exato momento, troca as fraldas do filho tetraplégico. Não se gabe de ter acordado com saúde; o que essa gratidão significará para o homem que mal se recuperou da hemodiálise? Nunca defenda verdades livrescas, proteja o que promove a vida, considera o perdão e espalha o bem.

Cuidado com o comportamento. Não priorize desafios estratosféricos, tenha tempo para as pessoas. Não lute para cumprir roteiros alheios, prefira a alegria de arrepiar a pele com o afeto gratuito de gente simples. Não se satisfaça em imitar os bem sucedidos, escolha ser um caderno cheio de rabiscos mal corrigidos a uma Suma acadêmica. Não permita que as suas convicções se tornem exigentes, não se deixe suicidar por sua lucidez. Cante mesmo desafinando e dê de ombros se lhe acharem biruta. Fale sozinho. Não tenha vergonha de brigar diante do espelho, aponte o dedo e diga: “como você é ridículo”.

Cuidado com as companhias. Exile-se de seu castelo e vá ao encontro da mulher que aprendeu a voar com a elegância das aves que fogem do inverno. Seja parceiro de quem não esconde a lágrima na hora da emoção. Enlace o amigo que saiu em busca de si – ele pode ajudar a encontrar o homem que um dia você foi. Contudo, não se blinde contra o medíocre, acolha graciosamente quem lhe feriu e seja longânimo com o vil. Desça ao fosso onde jazem e peça um traço de luz para colorir suas patéticas existências.

Cuidado com os sentimentos. Abra-se para o imponderável e se atreva a viver sem apoios. Não tema a insegurança do porvir duvidoso. Arrisque-se, exponha-se. O cauteloso acaba pachorrento. Vidas bem pautadas são exemplos de pusilanimidade. Coma fruta da árvore, sem lavar; dance bolero; tente aprender judô; seja voluntário da Cruz Vermelha; compre pastel de feira-livre.

Cuidado com o tempo. Fixe o átimo ligeiro em sua retina. Torne-se um colecionador de momentos. O tempo passa como uma enxurrada, leva tudo e todos, mas não destrói o que a “alma provou e aprovou”. A mente só guarda o que lhe trouxe alegria, portanto, aprenda a transformar os espaços em catedrais, os dias em sábados, os encontros em alianças e as preces em poesia.

Aconselho tanta precaução porque a vida é frágil e fácil o caminho para a infelicidade. Antes que o coração fatigado se recuse a bater, antes que os olhos se fechem com a tristeza da morte, insisto, tome cuidado.

Soli Deo Gloria

MEU VIVER – RICARDO GONDIM julho 18, 2008

Posted by Carlos Barreto in Evangelho, Graça, Reflexões.
add a comment

Meu viver não tem alardes, não precisa de holofotes, não busca confetes. De manhã, contento-me com pão e café com leite; no almoço, arroz e feijão com bife acebolado; no jantar, um mero café com leite. Meu jeans é barato, meus sapatos têm o salto gasto pelo lado de fora e os ponteiros do meu relógio não são de ouro.

Meu viver se afasta dos espalhafatos. Tenho poucos testemunhos surpreendentes para contar. Na maioria das vezes falo e ninguém  é arrebatado. Querubins não aparecem quando invoco a proteção divina. Sou parceiro de pessoas comuns. Convivo com mães que lavam tanques de roupa e com homens que administram nervosamente saldos bancários. Sou amigo de Silvas, Souzas, Pereiras, Rodrigues.

Meu viver é árduo. Convivo com dúvidas. Lido com desejos impossíveis. Conheço mães de crianças com síndromes genéticas. Aconselho pais de narco-dependentes. Abraço alcoólicos. Não sei distanciar-me do drama humano. Não consigo creditar o sofrimento universal na conta da “providência”. Não repito o pessimismo antropológico que considera as crianças víboras, prestes a mostrar a peçonha que herdaram de Adão. Choro com as condições subumanas dos muçulmanos. Não aceito que a miséria da Índia seja fruto de idolatria, mas da rapinagem do imperialismo inglês. Não me conformo com o descaso que os colonialistas demonstram com a miséria que produziram na África e na América Latina.

Meu viver é amedrontador. Vivo a refutar as minhas próprias conclusões e zombo das minhas certezas. Sei que, caso leve até às últimas conseqüências o que penso, criarei paradoxos e destruirei os parapeitos das minhas convicções. Vivo na beira de grandes crises. Sou vizinho dos hereges. Sento-me na roda dos contestadores. Sei que assim me condeno ao exílio, desperdiço convites tentadores e abro mão de conviver com os notórios.  (mais…)

O que é conversão? julho 15, 2008

Posted by Alexandre Araújo in Evangelho, Graça, Reflexões, Vídeos.
Tags: , ,
add a comment

CONVERSÃO é não ter mais absolutamente nenhum outro ponto de vista que não venha do Evangelho.

CONVERSÃO é não ter nenhum outro ponto de partida que não parta do Evangelho.

CONVERSÃO é não ter nenhum outro ponto de chão para caminhar que não seja o chão do Evangelho.

CONVERSÃO é não almejar nenhum outro ponto de chegada que não seja no Evangelho.

CONVERSÃO é está impregnado do Evangelho dando razão a Deus todo dia, num processo que pode ter começado um dia, mas não terminará jamais, porque só terminará no dia em que transformados de glória em glória nós nos tornarmos conforme a semelhança de Jesus.

CONVERSÃO é renovar a mente todo dia.

CONVERSÃO é ler este século e não nos conformarmos com ele.

CONVERSÃO é ver mundo no mundo, e ver mundo no que se chama Igreja.

CONVERSÃO é chamar de mundo não o ambiente fora das paredes eclesiásticas, e chamar de Igreja o ambiente dentro das paredes eclesiásticas.

CONVERSÃO é saber que mundo é um espírito, um pensamento, uma atitude que pode estar em qualquer lugar, e está freqüentemente nos concílios de um modo muito mais sofisticado do que está nos congressos políticos explicitamente definidores de políticas pro mundo.

CONVERSÃO é manter a mente num estado de arrependimento constante, de metanóia, de mudança de mente, que por vezes acontece com dor outras vezes só pela consciência que vai abraçando o entendimento e vai dando razão a Deus, e vai dando razão a Deus, e vai dando razão a Deus, e vai dizendo: Deus tem razão, a Palavra tem razão – e se ela tem razão eu quero conformar a minha vida conforme a verdade do Evangelho.

Caio Fábio
(editado da entrevista concedida em Fevereiro de 2007 em São Paulo)

CAMINHO SOLIDARIEDADE – CAMINHO DA GRAÇA julho 12, 2008

Posted by Carlos Barreto in Evangelho, Eventos, Graça, Outros, Reflexões.
add a comment
Gostaríamos de ajudar algumas pessoas carentes a enfrentar as dificuldades com mais dignidade. Para isto, temos uma equipe de voluntários do Caminho da Graça dispostos a servir… Se você deseja e pode ajudar de alguma forma, por favor, nos procure em uma de nossas reuniões.

Se você tem vontade de ajudar ao próximo, mas não sabe como, ou ainda, se precisa de uma ajuda em algo que está precisando, una-se a nós nesta teia que estamos criando de ajuda mutua. Exponha o que precisa ou o que tem a oferecer, e tentaremos lhe ajudar a solucionar esta questão.”

Estamos recolhendo Fralda Geriátrica e alimentos não perecivéis para ajudarmos Abrigo de Amparo a Velhice São Vicente de PauloRua Antônio Pereira 1.278 – Cabuís – Nilópolis – RJ. Tel: 2791 -0392 Você pode entregar em um de nossos encontros do Caminho da Graça – Estações Mesquita e do  Centro do Rio de Janeiro.

Dia 26 de Julho às 14:00h, estaremos entregando as fraldas, os alimentos e tudo que arrecadarmos com um delicioso chá da tarde com as vovozinhas do abrigo.

Entre em contato conosco, estaremos recolhendo e viabilizando o recolhimento em sua casa, trabalho, Escola, Universidade etc…

“Vamos precisar de todo mundo, um mais um é sempre mais que dois. Pra melhor  juntar as nossas forças. É  só repartir melhor o pão”

Entre em contato conosco…

Carlos Américo: E-mail: :cambrj@ig.com.br
Cel: 9289-5991
Alexandre Araújo: E-mail:alexandre.caminho@gmail.com
Cel: 7841-7320