jump to navigation

EXCESSOS março 19, 2009

Posted by Carlos Barreto in Artigos, Devocionais, Reflexões, Vida.
trackback

Não seja excessivamente nada.

Nada em excesso me faz bem.

Não seja excessivamente bom para não se tornar cativo de sua própria bondade, e assim, se corromper na presunção de suas próprias leis de nobreza e misericórdia.

Não seja  excessivamente justo para que a sua  justiça não se torne em perversidade.

Não tente ser amor, mas apenas ame. Somente Deus é amor. Nós não sabemos como é ser amor.

Não seja completamente inclusivo, pois assim, perderia o seu caráter.

Não seja completamente exclusivo, pois assim, perderia a sua  alma e se tornaria empedrado.

Um santo tem que antes ser um bom pecador. E o caminho para a santidade é vereda do reconhecimento do pecado.

Não busque  nem as alturas e nem os abismos. Se  você chegar a algum desses pólos, que tenha sido apenas levado pela vida, não por você mesmo. Antes, busque o caminho do equilíbrio e a vereda plana.

Todo excesso destrói o ser!

Caio Fábio

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: