jump to navigation

Viver Não Cansa. (Ricardo Gondim) outubro 24, 2007

Posted by Alexandre Araújo in Artigos, Outros.
add a comment

Viver não cansa, o que fatiga são as perguntas imbecis de quem não quer ter opinião própria, os comentários emburrecedores de quem não gosta de pensar, as lógicas dos religiosos que adoram encabrestar e serem encabrestados.

Viver não cansa, o que exaure é precisar debater com quem só lê a ‘Veja’; é ter que ouvir a opinião de quem adora o Diogo Mainardi; é ter que debater com quem aprendeu toda a Verdade com o Max Lucado e se acha apto para converter o mundo islâmico.

Viver não cansa, o que desespera é ter que calar diante das vaidades maquiadas como piedade; é ter que respeitar os narcisismos travestidos de desprendimento; é ter que fazer vista grossa diante dos escroques de colarinho clerical: “porque eles também podem estar ganhando almas e despovoando o inferno”.
(mais…)

Anúncios

SEM PERDER A ALMA outubro 22, 2007

Posted by Carlos Barreto in Geral.
add a comment

 

Fui privilegiado em conhecer heróis e heroínas da fé; gente que, para evangelizar, enfrentou o cinzento do sertão, a umidade inclemente da Amazônia e o frio gaúcho. Já me arrepiei com o denodo de pastores que sobem morros perigosos, com a persistência de rapazes que dedicam tardes de domingo visitando hospitais, presídios e sanatórios, com a ternura de mulheres que cuidam de orfanatos.

Contudo, do mesmo modo, testemunhei horrores praticados em nome de Deus, escandalizei-me com evangelistas escarnecendo de paralíticos, revoltei-me com a manipulação exagerada de falsos milagres. Espantado, presenciei evangelistas ávidos por demonstrar o tamanho de sua unção, inventarem manifestações sobrenaturais.

Depois de conhecer os bastidores de algumas igrejas evangélicas, percebi o risco de tornar-me cínico. Diante de tanta ambigüidade na esfera religiosa, eu poderia aprender a me comportar como uma hiena, sarcasticamente rindo por dentro perante tanto paradoxo. Sei que é possível desdenhar de tudo o que se faz em nome de Deus. Confesso que às vezes dá vontade mesmo de zombar dos arroubos ufanistas daqueles que tentam me fazer embarcar em projetos megalomaníacos.

Depois de tanto perambular pelos corredores religiosos, pregando em congressos e ouvindo conversas, conscientizei-me de que preciso guardar o coração. Infelizmente, convivo com tantos doentes espirituais que também corro sério risco de me desumanizar. Sei que posso sucumbir à tentação de ganhar o mundo inteiro e, no processo, perder minha alma; posso me despersonalizar só para ter trânsito denominacional.

Conheci líderes com traquejo nos palcos religiosos, mas que já não beijam seus filhos há tempo. Posso citar vários que nunca leram poesia, jamais contemplam a beleza de um pôr-do-sol, não jogam bola com os netos e desconhecem a alegria de se deixar conduzir por uma melodia calma; muitos esqueceram que é possível ouvir o inaudível no cicio de uma brisa. (mais…)

Síntese da Felicidade outubro 16, 2007

Posted by tinha in Geral.
2 comments

Queridos do meu coração!!!
Graça e paz na alma!!!
Cátia Regina.

Síntese da felicidade…
Carlos Drumond de Andrade

Desejo a você…
Fruto do mato
Cheiro de jardim
Namoro no portão
Domingo sem chuva
Segunda sem mau humor
Sábado com seu amor
Filme do Carlitos
Chope com amigos
Crônica de Rubem Braga
Viver sem inimigos
Filme antigo na TV
Ter uma pessoa especial
E que ela goste de você
Música de Tom com letra de Chico
Frango caipira em pensão do interior
Ouvir uma palavra amável
Ter uma surpresa agradável
Ver a Banda passar
Noite de lua Cheia
Rever uma velha amizade
Ter fé em Deus
Não Ter que ouvir a palavra não
Nem nunca, nem jamais e adeus.
Rir como criança
Ouvir canto de passarinho
Sarar de resfriado
Escrever um poema de Amor
Que nunca será rasgado
Formar um par ideal
Tomar banho de cachoeira
Pegar um bronzeado legal
Aprender uma nova canção
Esperar alguém na estação
Queijo com goiabada
Pôr-do-Sol na roça
Uma festa
Um violão
Uma seresta
Recordar um amor antigo
Ter um ombro sempre amigo
Bater palmas de alegria
Uma tarde amena
Calçar um velho chinelo
Sentar numa velha poltrona
Tocar violão para alguém
Ouvir a chuva no telhado
Vinho branco
Bolero de Ravel
E muito carinho meu.

Amar o perdido
Deixa confundido
Este pobre coração
Pouco pode o ouvido
Contra o sem-sentido
apelo do não
As coisas tangíveis
Tornam-se insensíveis
à palma da mão
Mas as coisas findas
Muito mais que lindas
Essas ficarão.

PISTAS PARA UMA ESPIRITUALIDADE LIBERTADORA outubro 9, 2007

Posted by Carlos Barreto in Geral, Outros.
add a comment

 

Deus nos concedeu vida e com ela uma dádiva extraordinária: liberdade. Os filhos de Deus foram chamados para cumprir o propósito último da criação alcançando uma independência semelhante à de Jesus Cristo. Ele usou sua liberdade para fazer o bem, submetendo-se voluntariamente a Deus. Caminhar livre é caminhar responsável; rechaçar a condição de subserviente; e não se deixar conduzir por coleiras. Somente os livres reconhecem sua dignidade humana, criada à imagem de Deus,e, sem servilismo, não baixam a cabeça para os opressores.

Religiosos também tentam fazer seus seguidores rastejarem. Ao longo da história, o clero já montou estruturas com o intuito de escravizar pela intimidação, pavor e morte. Aterrorizavam porque ameaçavam com maldições divinas. Entretanto, é possível precaver contra aqueles que ousam manipular e oprimir em nome de Deus.
(mais…)

Religião e teorias do Tudo (Leonardo Boff) outubro 8, 2007

Posted by Alexandre Araújo in Artigos, Outros.
add a comment

Há um anseio irreprimível no espírito humano por uma visão total e por uma ordem que permanece mesmo dentro das desordens que constatamos. Concretamente vivemos no fragmento. Mas o que buscamos, na verdade, é o Todo. Os grandes sistemas religiosos e filosóficos procuram construir visões totalizantes do ser, de sua origem, de seu devir e de sua plena manifestação.

A ciência moderna não escapa desta insaciável busca. Desde que Newton introduziu a efetiva matematização da natureza, surgiu o intento de uma “Teoria de Tudo” (TOE: Theory of Everything), também chamada de “Teoria da Grande Unificação” (TGU), ou a “Teoria-M” (Mater), um quadro geral que abrangesse todas as leis da natureza e que nos brindasse com a explicação final do universo.
(mais…)

RIQUEZAS ( RICARDO GONDIM ) outubro 2, 2007

Posted by Carlos Barreto in Reflexões.
add a comment

 

No dia dos pais, meus filhos me presentearam com um verso do Fernando Pessoa:

“Tenho pensamentos que, se pudesse revelá-los e fazê-los viver, acrescentaria nova luminosidade às estrelas, nova beleza ao mundo e maior amor ao coração dos homens”.

Como a Cynthia recortou o cartão artesanalmente, eu o guardo como uma relíquia.

Recentemente um catedrático da Universidade de São Paulo ganhou uma festa de despedida no dia de sua aposentadoria. Na cerimônia, permitiram que o auditório fizesse algumas perguntas e um amigo aproveitou para indagar o que ele considerava a maior riqueza de um homem com mais de setenta anos. O decano respondeu: “A capacidade de discernir entre o que é importante e o que não possui nenhum valor.

Realmente! A gente chega a uma idade em que carecemos de siso redobrado para não errar mais. O tempo, uma riqueza não renovável, se torna escasso e precisamos desfrutar a vida com muito cuidado.
(mais…)

Ser Salvo (Ariovaldo Ramos) outubro 2, 2007

Posted by Alexandre Araújo in Outros, Reflexões.
add a comment

Estava ouvindo Norah Jones, a extraordinária cantora de jazz (esse som do céu), americana, que, merecidamente, ganhou, de uma vez, 8 grammys, o Oscar da música americana, quando Judith me chamou a atenção para o fato da voz de Norah lembrar, muito, a voz duma grande amiga nossa, outra cantora maravilhosa. Imediatamente fui transportado para a realidade dessa amiga.

Nossa amiga é uma mulher que, até ser salva por Cristo, só conheceu o sofrimento, do mais atroz; consumida pelas drogas e pela violência, teve sua genialidade comprometida, de fato, era para estar vegetando sobre uma cama, foi, miraculosamente, salva por Jesus. Foi e está sendo salva, pois, ela pode ir muito mais longe. O que me leva para a questão que gostaria de lhe propor.

O que é uma pessoa salva?
(mais…)